Prepare-se para um passeio cheio de beleza e arte. Nesse tour você fará uma visita às mais belas vistas da cidade. Começaremos pela cidade baixa, onde veremos a península de itapagipe. Em seguida, visitaremos a igreja do bonfim – a mais famosa de toda a cidade – e também o tradicional bairro da ribeira. O ponto alto do passeio fica por conta da visita ao mercado modelo, o maior centro de artesanato da bahia.

 

Península de Itapagipe

A Península de Itapagipe é uma península localizada no município de Salvador, capital do estado da Bahia, no Brasil. A península compreende a Região Administrativa III, onde se situam os bairros dos Alagados, a praia de Boa Viagem, o Bonfim, Monte Serrat, a Ribeira, o Uruguai, o bairro de Mares, Roma, Caminho de Areia, Vila Ruy Barbosa, Massaranduba, entre outros.

Igreja Nosso Senhor do Bonfim, Salvador

A Igreja Nosso Senhor do Bonfim é um templo católico, está localizada na Sagrada Colina, na península de Itapagipe, em Salvador, no Brasil. É lá que são distribuídas as famosas Fitinhas do Bonfim.

Para o povo baiano, a Igreja do Bonfim é o maior centro da fé católica, e ainda daquelas que, pelo sincretismo, têm no local o ponto máximo da religião.

As imagens de Nosso Senhor do Bonfim e de Nossa Senhora da Guia vieram de Portugal para a Bahia, através do Capitão da marinha portuguesa Theodozio Rodrigues de Faria, chegando no dia 18 de abril de 1745, num domingo de Páscoa e ficando abrigadas na Igreja da Penha, edificada na ponta da península itapagipana, até 1754.

Bairro da Ribeira

Si Barra es el extremo sur de Salvador de Bahía, Ribeira es el extremo norte. Se trata de un barrio costero, con barcas de pesca varadas en la arena, playas agradables y buenos y baratos lugares donde comer pescado fresco. Casas mucho más sencillas que las que podrás ver en el centro o en Barra, se trata de un barrio mucho más humilde.

Llegar es sencillo, hay autobuses que salen desde la Praça Cayru (enfrende del Mercado Modelo, en Baixa) que te llevarán directamente. Por cierto, un detalle sobre los autobuses: se entra por la puerta trasera, donde un cobrador y un torno controlan el acceso. Considerando la mampara que separa el torno y al cobrador del resto del pasaje, lo estrecho del torno y el volumen del trasero de los pasajeros suelen producirse situaciones cómicas (una señora que no cabe, una falda que el torno levanta, las creativas excusas para intentar pasar sin pagar…). La cuestión es que el trayecto te va a demostrar enseguida que no te diriges precisamente a la zona más acomodada de la ciudad: veras los centros comerciales de Atacados (mayoristas) y escenas no muy turísticas en días festivos, donde los indigentes se acomodan y se buscan la vida como pueden.

Mercado do Modelo

O Mercado Modelo localiza-se na cidade de Salvador, estado da Bahia, no Brasil.

Situado no bairro do Comércio, uma das zonas comerciais mais antigas e tradicionais de Salvador, constitui-se em importante atração turística. Diante da Baía de Todos os Santos, é vizinho do Elevador Lacerda e do Centro Histórico/Pelourinho.

Abriga duzentas e sessenta e três lojas que oferecem a maior variedade de artesanato, presentes e lembranças da Bahia, contando com dois dos mais tradicionais restaurantes de culinária baiana, o Maria de São Pedro, com oitenta anos de existência e o Camafeu de Oxossi.

Inaugurado em 1912, o Mercado Modelo surgiu pela necessidade de um centro de abastecimento na Cidade Baixa de Salvador. Entre a Alfândega e o largo da Conceição, constituía-se em um centro comercial onde era possível adquirir itens tão variados como hortifrutigranjeiros, cereais, animais, charutos, cachaças e artigos para o Candomblé.

Era servido pela rampa que leva o seu nome, antigo porto dos saveiros que atravessavam a baía de Todos os Santos.

Em 1969 foi vítima do mais violento incêndio de sua história, a tal ponto que se tornou necessária a demolição do antigo imóvel. A partir de 2 de Fevereiro de 1971, passou a ocupar o edifício da 3º Alfândega de Salvador, uma construção de 1861 em estilo neoclássico, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). No local, onde funcionava o primitivo Mercado, foi erguida uma escultura de Mário Cravo Junior.

Um novo incêndio que lhe destruiu as instalações levou a uma extensa reforma do edifício, em 1984, permitindo a sua reinauguração.